Receitas mais recentes

11 melhores restaurantes franceses em Londres

11 melhores restaurantes franceses em Londres

A culinária francesa nunca sai de moda. Quase pode ser descrito como o auge da gastronomia. A culinária francesa é uma arte que muitos chefs qualificados aprenderam ansiosamente em algum momento de sua carreira, então, felizmente, você não precisa ir até a França para experimentar as delícias da autêntica comida francesa. Então, o que Londres tem a oferecer em termos de restaurantes franceses? Depois de vasculhar os restaurantes mais famosos, os favoritos dos críticos e as escolhas das pessoas, fica claro que Londres está florescendo com criatividade culinária.

Boulestin
Lançado em 1927 pelo primeiro cozinheiro de televisão, Xavier Marcel Boulestin, o restaurante continua forte e o cardápio oferece pratos deliciosos como ovo escalfado em gelatina com presunto, tomate e estragão; filé de Cabillaud rôti, salicorne e molho vierge, e um cupê de morango e pistache.

Galvin Bistrot de Luxe
Um negócio familiar, a marca Galvin foi fundada em 2005 pelos irmãos chef com estrela Michelin Chris e Jeff Galvin. No Galvin Bistrot de Luxe, os preços são acessíveis e o serviço é acolhedor, e a comida só pode ser descrita como suprema. A tarte tatin de cebola roxa, a salada de nozes caramelizadas com endívia, o steak tartare com fermento torrado e os suflês luxuosos são as estrelas do cardápio.

L'Atelier De Joel Robuchon
Com um ambiente que é sedutoramente escuro e moderno, o L'Atelier de Joël Robuchon's oferece jantares luxuosos e o restaurante de fusão francês tem todos os prêmios para provar sua experiência gastronômica, incluindo duas estrelas Michelin e três AA Rosettes. Já experimentou caviar de beringela fumado com vegetais e coulis de tomate picante ou ovo escalfado crocante numa mousseline de parmesão com presunto ibérico? Bem, agora é a hora! A equipe também sabe uma ou duas coisas sobre vinho.

Le Gavroche
Le Gavroche é o epítome da gastronomia francesa requintada. Após a recente renovação, há adições como uma nova cozinha, interior atualizado e a inovadora ‘Biblioteca do Chef’. Então, o que há no menu? O primeiro restaurante do Reino Unido a receber duas estrelas Michelin serve delícias como foie gras eclairs; costelas de cordeiro esmaltadas; lagostins em pedras quentes e Salsifi roti au beurre et amandes salees.

L'Esgcargot
L'Esgcargot tem criado cozinha francesa com elegânciadepuis ' 1927, e este antigo restaurante do Soho ainda tem muito a oferecer. Oliver Lesnik é o chef principal e você pode esperar um menu típico da cozinha tradicional francesa. ‘Bourgeois in style’, o menu tem ricos prazeres como o suflê Grand Marnier; sopa de lagosta; bife tártaro; moules marinieres; pato confitado; e, claro, ‘les escargots extraordinaire’.

Restaurante Brasserie Le Garrick
Administrado pelo casal Dominika e Charles, que se conheceram em Le Garrick há 8 anos, o restaurante serve comida tradicional francesa inspirada na Borgonha, em Toulouse e no País Basco. O serviço é simpático e o restaurante promete entregar deliciosos pratos autênticos a preços razoáveis. No menu, o restaurante serve apaixonadamente fondue de vacherin pour deux e cassoulet de Toulouse, entre muitos outros.

La Petite Maison
Com uma explosão de cores e flores frescas, Le Petite Maison evoca o verão e muito entusiasmo. Já foi dito que a comida em Brook Mews é tão boa quanto seu restaurante Nice. Além disso, muitos comensais satisfeitos saem sentindo que a comida é digna de seu preço, e aqui está o porquê: torta de cebola com anchovas e burrata com tomates frescos Datterini e manjericão são apenas alguns dos pratos preparados para comensais famintos.

Restaurante Otto's
Com uma decoração eclética e diferenciada Jolie, a atmosfera do restaurante é calorosa e acolhedora. Localizado no "enclave de Bloomsbury, Clerkenwell, King's Cross e Chancery Lane", este restaurante francês serve clássicos como foie gras aux pistaches en terrine e ravioles d'escargots à la Bourguignonne. Depois, há seu famoso canard de rouen a la presse; o pato é proveniente da House Burgaud in Challans e deve ser pedido com antecedência, mas será um dos pratos mais saborosos que já provou na sua vida.

The Lawn Bistro
Indicado para o prêmio de melhor restaurante novo do Time Out London, o The Lawn Bistro serve deliciosa comida francesa fresca por um excelente valor. Pense, ovo de pato escalfado com alcachofra de Jerusalém, purê de pesto e groselha preta por £ 8,00, ou o lindo polvo ballotine com purê de erva-doce, caviar Avruga e mille-feuille de anchova branca por apenas £ 10,00. Anteriormente chefiado por Ollie Couillaud, o novo talento Neal Cooper acaba de assumir. Vale a pena saber que embora em grande parte inspirado na cozinha francesa, também traz no seu menu sugestões de influências espanholas e italianas.

Savoir Faire
Um favorito firme para turistas e habitantes locais, Savoir Faire serve pratos clássicos franceses. A comida é simples, saborosa, muito acessível e generosamente repartida. O cardápio oferece opções como perna de cordeiro assada com alecrim e jus de vinho tinto; tradicional bife Bourguignon e foie gras frito com maçã caramelizada em brioche quente. Há também uma saborosa seleção de opções vegetarianas. Situado em uma estrada movimentada, fica em um local estranho e você pode ter que esperar um pouco mais do que o normal às vezes, mas isso não impede que os clientes fiéis voltem ao negócio familiar.

Seven Park Place por William Drabble
Lançado em setembro de 2009, o elegante Seven Park Place de William Drabble foi premiado com uma estrela Michelin um ano depois, e também foi premiado com quatro AA Rosettes por seu menu de cozinha francesa clássica. Drabble aprimorou seu próprio estilo usando os melhores ingredientes britânicos, como cauda de lagosta nativa escaldada com purê de couve-flor; molhos de manteiga de lagosta e o melhor cordeiro de End of Lune Valley com batatas confitadas. Com apenas 9 mesas, o restaurante tem um ambiente realmente intimista que torna o serviço muito mais pessoal.


As melhores receitas clássicas de bistrô francês para fazer neste fim de semana

Os bistrôs parisienses - todos com cadeiras de vime, tetos altos e garçons bem vestidos - são, na minha opinião, os ambientes de restaurante perfeitos. Nunca abafado, mas inteligente o suficiente para fazer você querer puxar os ombros para trás, sentar-se ereto e pedir outra taça de vinho. Como eu senti falta deles!

Mas quem disse que não podemos preparar um menu como este e fazer de conta? Graças ao aumento das compras de alimentos online (nos dando acesso a ingredientes antes difíceis de obter), com um toque rápido nas teclas agora você pode ter uma rede de mexilhões - uma opção clássica de bistrô - entregue na sua porta, ainda espumante com as águas da Cornualha em que foram cultivadas e colhidas.

Ou opte por cozinhar um suflê de queijo fácil feito com bechamel para altura e balanço, e uma salada que é um clássico francês para acompanhar. Quanto ao pudim, quem não gosta de clafoutis trêmulos repletos de cerejas? Bom apetite.

Moules mariniere

Existe barulho melhor do que o estalar de cascas de mexilhão contra uma panela cheia de chalotas, alho, vinho branco e salsa?

Suflê de queijo assado com folhas amargas, toucinho e vinagrete Dijon

Se você não gosta de bacon na salada, pode usar um punhado de nozes, picadas grosseiramente e adicionadas às folhas antes do molho.

Clafoutis cereja

Estourando com cerejas sangrando, um clafoutis vacilante é perfeito com uma gota de creme frio ou sorvete.


Eles não dizem nada que se compare a Paris na primavera. Mas se você não consegue administrar uma viagem para a Cidade do Amor, ainda há uma chance de ter um gostinho da França em Londres. Reúna o seu monsieur ou mademoiselle du jour e leve-os a um desses românticos restaurantes franceses.

Restaurantes franceses com estrelas Michelin

O creme de la creme dos restaurantes franceses em nossa bela cidade.

1. Alain Ducasse no Dorchester

O único dos restaurantes franceses de Londres & # 8217s a acumular o máximo de três estrelas Michelin, o menu de degustação de sete pratos aqui custará £ 140. Mas, novamente, a qualidade raramente sai barata & # 8230

2. Le Gavroche

Isso se traduz como & # 8220o urchin & # 8221, mas você & # 8217 não verá muitos deles neste lugar. Le Gavroche é dirigido pelo convidado frequente do Masterchef Michel Roux Jr, e atualmente possui duas estrelas Michelin.

3. Hélène Darroze no Connaught

É uma verdade universalmente reconhecida que um hotel chique em Londres deve possuir uma opção gastronômica igualmente chique. Assim é no Connaught, onde Hélène Darroze heróica ingredientes britânicos ao som de duas estrelas Michelin.

4. L & # 8217Atelier de Joel Robuchon

Um restaurante elegante com uma abordagem distintamente moderna da culinária francesa. L & # 8217Atelier exala charme e elegância, o que explica por que é o único restaurante com estrela Michelin em Covent Garden. Experimente o menu degustação de oito pratos se você tiver tempo (e dinheiro).

5. Pied à Terre

Maravilhosamente gourmet e surpreendentemente razoável entre os restaurantes franceses com estrelas Michelin. O menu de almoço Pied à Terre & # 8217s custa £ 29,50 para a entrada e o prato principal, ou £ 37,50 para três pratos, o que é provavelmente o mais barato que você conseguiria com este padrão de cozinha.

6. Galvin La Chapelle

O primeiro de dois restaurantes franceses premiados dos irmãos Galvin. Sob os tetos altos do St Botolph & # 8217s Hall, o Menu Gourmand de sete pratos irá satisfazer seu apetite por £ 85.

7. Celeste

Comida bonita para ir com um quarto bastante bonito. A mente criativa por trás deste lugar é Eric Frechon, que pode estar lutando sob o peso de suas quase inacreditáveis ​​QUATRO estrelas Michelin.

8. Le Dame De Pic

Restaurantes franceses no topo da Tower Hill & # 8217s, Anne-Sophie Pic conquistou a cena culinária francesa, apesar de não ter nenhum treinamento formal de chef. Seu restaurante em Londres ganhou uma estrela Michelin ao explorar os encontros & # 8220 que ocorrem ao longo do processo sensorial & # 8221.

9. Club Gascon

O sudoeste da França é o destino das refeições aqui, com ingredientes sazonais formando a espinha dorsal do menu. No que diz respeito aos restaurantes franceses, este é magnifique.

10. La Trompette

Traga as trombetas para a resposta de La Trompette, Chiswick e # 8217s à 8ª arrondissement. A requintada cozinha francesa com o creme de ingredientes britânicos torna este local o melhor dos dois mundos.

11. Galvin no Windows

A oferta da segunda estrela Michelin do clã Galvin e # 8217 é uma confluência de tudo que é sofisticado. Pense no Hilton Hotel, em Park Lane, com vista para o Hyde Park a partir do 28º andar. Entre os destaques gastronômicos estão um menu de degustação de sete pratos do chef Joo Won.

Outros restaurantes franceses em Londres

O guia Michelin pode não tê-los escolhido, mas esses restaurantes franceses estão entre os melhores de Londres.

12. Clos Maggiore

Ele arrecadou os prêmios de restaurante mais romântico de Londres, e a comida também não é ruim. Embora uma estrela Michelin escapa do Clos Maggiore, a versão moderna da culinária provençal é um prazer para todos.

13. L & # 8217Absinthe

O nome foi suficiente para despertar meu interesse, e com dois cursos na hora do almoço por £ 15, é inebriante e barato também. É um bistrô charmoso em Primrose Hill, com uma opção de sobremesa intrigante chamada Absinthe Crème Brûlée & # 8230

14. Petit Pois Bistro

Em um dia ensolarado em Hoxton Square, este lugar parecerá positivamente parisiense. Os destaques são os filés com fritas e uma mousse de chocolate deliciosamente indulgente, e uma viagem lá embaixo leva você ao Happiness Forgets, um dos melhores bares de coquetéis da cidade.

15. Bon Vivant

Café da manhã, almoço e jantar são opções no Bon Vivant, que também inclui delícias como bavette bavette e um crème brûlée Earl Grey. Sim, nós também estamos babando.

16. Blanchette

Blanchette é mais uma pas de deux, pois há dois restaurantes para escolher. O restaurante Soho segue direto para a rota parisiense, enquanto seu restaurante Brick Lane incorpora influências do norte da África.

17. Nêspera

Um charmoso restaurante francês na Kings Road, Medlar tem impressionado os críticos ao longo dos anos. É um pouco medley, com ingredientes britânicos e cozinha francesa combinada com algumas influências distintamente internacionais.

18. Les Nenettes

O único dos restaurantes franceses da cidade & # 8217s administrado por uma equipe só de mulheres, o Les Nenettes cozinha bem a culinária gaulesa. O menu do pequeno-almoço tem uma variedade imbatível de pratos de ovos, enquanto o destaque do menu do jantar é um bife de 1kg (para duas pessoas, devo acrescentar).

19. L & # 8217Escargot

Coco Chanel, Mick Jagger e a princesa Diana jantaram aqui, então você sabe que vai ser bom. Presente no Soho desde 1927, você não pode sair sem experimentar o prato que dá nome ao restaurante: os caracóis.

20. Casse-Croûte

Apesar de estar em Bermondsey, este lugar é tão decididamente francês que eles não traduzem os menus aqui. Eles também mudam o referido cardápio todos os dias, então suas chances de acabar com a mesma coisa duas vezes são bastante reduzidas.

21. Bleeding Heart Bistro

Um bistrô adorável e descontraído no coração de Farringdon, o Bleeding Heart é encantadoramente rústico. Eles possuem um pequeno pátio bonito e uma carta de vinhos de 450 garrafas - # 8211 você & # 8217 já está a caminho, não é?

22. Le Pont de la Tour

Escondido entre os armazéns e calçadas de Shad Thames, o Le Pont de la Tour oferece uma vista deslumbrante da Tower Bridge. A comida é igualmente luxuosa, combinando métodos tradicionais com inovação moderna.

23. Sardinha

A cozinha do sul da França em forno a lenha é o que você encontrará no Sardine, lançado por Alex Jackson e Stevie Parle, proprietário do Pastaio. Ele também funciona como uma galeria de arte, para que você possa renovar a decoração do seu apartamento enquanto prova o bife onglet.

24. Mon Plaisir

Surpreendentemente, afirma ser o restaurante francês mais antigo de Londres, apesar de ter sido fundado apenas na década de 1940. Ainda assim, o menu está repleto de pratos clássicos franceses, então perdoaremos essa aparente mentira.

25. O Orrery

Você virá pelo carrinho de queijo gigante, mas também será seduzido por entradas criativas e um bife verdadeiramente magnífico. O Orrery é um motivo fabuloso para fazer uma viagem a Marylebone.

26. Gauthier

Enquanto os restaurantes franceses costumam ser conhecidos por sua carne e queijo, Gauthier faz as coisas de forma diferente. Existem dois menus inteiramente veganos para escolher, incluindo um menu degustação vegano de sete pratos por £ 65.


31 restaurantes saudáveis ​​em Londres que servem comida gostosa

Sem planos de fim de semana, você pode facilmente se pegar pesquisando na web para encontrar o melhores restaurantes saudáveis ​​em Londres.

Mas por onde começar? Esteja você desejando algo sazonal que apoie o desperdício zero, como os pratos no Native in Borough Market, coma à base de plantas e anseie por uma tigela de mingau de proteína da 26 Grains ou experimente um mocktail sem açúcar no Redemption Bar em Shoreditch, a cidade está repleta de restaurantes que servem tanto e alimentos ricos em nutrientes.

Para ajudá-lo a navegar no cenário nutricional agitado, reunimos o WH restaurantes aprovados. Continue rolando para descobrir os matcha lattes mais adequados para o Instagram no Central, e outros para joias realmente escondidas onde a iluminação é fraca, mas os vegetais são inesquecíveis. Existe algo para todos. Jantar feliz.


5. Besta

Este restaurante de carnes e frutos do mar pode ter um menu fixo limitado de carne nobre do USDA e caranguejo rei norueguês, mas o que ele faz tem os críticos delirando. A grande sala de jantar lembra um salão de festas Viking, com enormes mesas de carvalho e velas dançantes.

O Beast é um restaurante voltado para os grandes consumidores, mas seu uso de ingredientes incríveis, preparados de maneira perfeita e meticulosa, o torna um lugar que você não vai querer perder.

Apenas certifique-se de vir com fome. As porções são enormes!


Os 15 melhores restaurantes do centro de Londres

Há muito mais do que torta, purê e licor no cenário culinário de Londres, e Westminster é o centro tradicional de restaurantes sofisticados da capital.

Quer você queira comer alguma coisa antes do teatro, precisa de uma refeição para me buscar depois de uma maratona de compras em Covent Garden ou quer um jantar romântico para dois, as opções são quase infinitas.

É por isso que trabalhamos duro e compilamos uma lista à prova de falhas dos melhores restaurantes no centro de Londres.

Da autêntica cozinha chinesa à indiana, italiana, tailandesa, britânica, americana, vegana e da culinária francesa chique, você escolhe, Londres tem um restaurante para isso.

Portanto, não tenha medo, certamente haverá um lugar para o gosto de todos em nossa lista dos 15 melhores restaurantes do centro de Londres.

Os 15 melhores restaurantes do centro de Londres

1. Mildred & aposs, Soho

45 Lexington St, Soho, Londres W1F 9AN

Mildred & aposs foi fundada em um antigo clube de sexo dos anos 60 na Greek Street. Naquela época, o senhorio barão da pornografia decadente viria pagar o aluguel com uma loira glamourosa revestida de pele em seu braço. Mas agora você ficará aliviado ao saber que a casa da cidade do século 18 mudou desde então. Agora, serve comida vegana e vegetariana internacional fresca em Soho, Camden, Kings Cross e Dalston.

Para mais informação, visite aqui .

2. Ormer, Mayfair

Flemings Mayfair, 7-12 Half Moon St, Londres W1J 7BH

Ormer foi eleito o segundo melhor restaurante sofisticado de Londres no guia de gastronomia Hardens. Tem um chef com estrela Michelin e serve produtos britânicos sazonais frescos com um toque gastronômico de alta qualidade. Este é um restaurante adequado no sentido tradicional e tem preços a condizer.

Para mais informação, visite aqui .

3. Thai Square, Trafalgar Square

21-24 Cockspur St, St. James & aposs, Londres SW1Y 5BN

Se comida tailandesa é o seu lugar, então você realmente pode dar errado com o Thai Square. A filial no centro de Londres é uma das muitas na capital e serve clássicos como Chicken Green Curry e Frango Frito Mexido com Castanha de Caju. Ele afirma ser o melhor restaurante tailandês de Londres, nós deixamos você decidir.

Para mais informação, visite aqui .

4. Coração sangrando, Farringdon

3 Bleeding Heart Yard, Londres EC1N 8SJ

Acredite ou não, o Bleeding Heart com o nome ridículo foi considerado o restaurante mais romântico de Londres por mais de uma publicação. Ele serve cozinha francesa requintada em ambientes históricos - e aparentemente recebeu o nome de uma beldade do século 17, Lady Elizabeth Hatton, que foi encontrada assassinada lá (caramba). Se a ideia de um assassinato escurece seu humor para namorado, então há uma lista de vinhos excepcional para ajudá-lo a esquecer tudo sobre isso.

Comer e beber em Londres

5. Ikoyi, Trafalgar Square

1 St James & aposs Market, St. James & aposs, Londres SW1Y 4AH

O restaurante Ikoyi, com inspiração na África Ocidental, é imperdível. Serve culinária da África Ocidental com um toque especial em ambientes sofisticados. Os pratos no menu incluem Banana, Scotch Bonnet Defumado e Framboesa e Alcachofra de Jerusalém Moin Moin, ainda babando?

Para mais informação, visite aqui .

6. Wild Food Cafe, Covent Garden

1º Andar, 14 Neal & aposs Yard, Covent Garden WC2H 9DP

As refeições do Wild Food são feitas com ingredientes silvestres e artesanais recém-colhidos.

A casa vegana serve refeições em grandes mesas comunitárias que dão ao lugar uma vibe hippie bastante descontraída.

E eles ainda têm uma escola de culinária Wild Food Cafe que oferece aulas mensais de culinária de alimentos crus e imersões de bem-estar. Não temos certeza do que é, mas parece muito saudável.

Para mais informação, visite aqui .

7. Clos Maggiore - Covent Garden

33 King St, Londres WC2E 8JD

Você pode se aconchegar em uma lareira enquanto mastiga a cozinha francesa moderna. O Clos Maggiore está localizado no coração do West End de Londres e os clientes podem fazer suas refeições em um conservatório repleto de flores (desmaio). Os pratos do menu fixo que custam cerca de £ 35 por pessoa para três pratos, incluem New Season Vegetable Casserole, French Ervilhas & amp Espargos verdes e salmão escocês assado na frigideira.

8. Ceviche, Soho

17 Frith St, Soho, Londres W1D 4RG

Ceviche serve comida de rua peruana saborosa. De saborosos tiraditos de peixe a saladas frescas e coquetéis de Pisco picantes, uma refeição aqui certamente deixará seu paladar formigando. A filial da it & aposs Soho fica em frente ao famoso Jazz Club de Ronnie Scott e é o lugar perfeito para fazer uma refeição antes ou depois de um show lá.

Para mais informação, visite aqui .

9. O Palomar, Soho

34 Rupert St, Londres W1D 6DN

O Palomar serve comida moderna de Jerusalém. De deliciosos molhos para entradas a Confit Duck Siske para pratos principais que você e seu acompanhante estão fadados a se maravilhar com os sabores do Oriente Médio.

10. Bocca di Lupo, Soho

12 Archer St, Soho, Londres W1D 7BB

Este restaurante recebe o nome da frase italiana para & quotboa sorte & quot. E, você adivinhou, serve comida italiana. De salada de alcachofra a espaguete e macarrão de vitela, ele prefere clássicos italianos saudáveis ​​em vez de pizza previsível. Também traz uma carta de vinhos incrível e tem um preço razoável para um restaurante de seu calibre.

11. Restaurante Golden Hind, Marylebone

71a-73 Marylebone Ln, Marylebone, Londres, W1U 2PN

Este lugar serve alguns dos melhores fish and chips de Londres e tem feito isso desde 1914. Seu peixe é frito em óleo de amendoim ou servido no vapor com azeite de oliva e orégano, então você tem opções mais saudáveis ​​se estiver contando essas calorias.

12. Quo Vadis

26-29 Dean St, Soho, Londres W1D 3LL

O nome pode ser latino, mas Quo Vadis serve comida britânica. Os pratos do cardápio incluem sanduíches de enguia defumada, alcachofra inteira e ostras. E tem uma torta do dia - você pode & apost obter mais Londres do que isso.

Para mais informação, visite aqui .

13. Spring, The Strand

Somerset House, Lancaster Pl, Londres WC2R 1LA

Spring at Somerset House é o lugar ideal para jantares com consciência ecológica. É chefiado pelo chef australiano e escritor de culinária, Skye Gyngell, que cria pratos deliciosos com produtos sazonais. No menu do jantar estão pratos principais que incluem: Perna de cordeiro grelhado com gratinado de acelga e molho de anchova (£ 34), halibute selvagem com beterraba do mar, couve do mar, holandês e ovas de salmão (£ 33) e galinha d'angola com três pontas alho labneh, harissa e batatas - phwoar.

14. Hambúrguer e Lagosta

36-38 Dean St, Soho, London W1D 4PS

Rolinhos de lagosta, croquetes e hambúrgueres clássicos de carne estão à sua disposição no Soho & aposs Burger and Lobster branch. Este restaurante diz o que faz na lata e é um sucesso popular entre os clientes que procuram uma dose de comida gordurosa.

Para mais informação, visite aqui .

15 Bob Bob Ricard, Soho

1 Upper James St, Soho, Londres W1F 9DF

Todas as mesas nesta sala de jantar de inspiração russa são em cabines, perfeitas para se aconchegar. Ah, e há um botão & quotPressione para Champagne & quot em cada mesa - sim, por favor! Champanhe gritos de romance, caso você tenha alguma dúvida. A decoração rosa é o sonho da Rainha do Instagram e o menu farto, que inclui pratos como lagosta com queijo mac e, pode encher até o mais vazio dos corações.

Curta a página do My Central London no Facebook

Para se manter atualizado com as últimas notícias, histórias e eventos que acontecem no centro de Londres, dê um like na página do My Central London no Facebook.

Forneceremos a você as últimas atualizações de tráfego e viagens, incluindo atualizações sobre os serviços de trem e metrô de Londres, em áreas como Bank, Green Park, Oxford Circus, London Bridge, Waterloo e the Strand.

As últimas notícias serão trazidas diretamente para o seu feed de notícias, incluindo atualizações da polícia, ambulância e bombeiros. Também traremos atualizações de nossos tribunais e conselhos, bem como leituras longas mais alegres.

Também publicamos suas fotos e vídeos, então envie-nos uma mensagem com suas histórias.


Guia gastronômico da London Bridge

Aqui estão nossos restaurantes favoritos em London Bridge. Os melhores locais gastronômicos incluem compras no Borough Market, massas caseiras no Padella e o bistrô francês Casse Croute. Confira nossas ideias para comer e beber na London Bridge, do Borough Market à Bermondsey Street…

Stoney Street by 26 Grains, Borough Market - para pequenos pratos sazonais

Pratos pequenos que celebram os melhores ingredientes são a ordem do dia no segundo posto avançado de Alex Hely-Hutchinson, mas se você não tiver certeza do que é YQ Pastelaria ou Barão Bigod, vire seu menu para ler a página dedicada às pessoas que cultivam a comida. Os queijos são provenientes da vizinha Neal’s Yard Dairy, enquanto a farinha YQ (que significa rendimento e qualidade) vem de Wakelyns, uma fazenda Suffolk.

Um bom lugar para começar é com algumas fatias de pão de soda - espalhe primeiro a manteiga batida com sal e depois uma camada superior de manteiga de alho confitada. Compartilhe uma torta de espelta integral, a massa de nozes se desfazendo sob o peso da abóbora assada doce, Stilton Basset Colston e lascas de maçã avermelhada. Se você quer apenas uma mordidinha, há azeitonas gregas não pasteurizadas e pratos de charcutaria sedosa.

Santo Remedio, Tooley Street - para uma culinária mexicana vibrante

Este animado restaurante mexicano explode com cores e vibrações divertidas, desde as batidas latinas animadoras ricocheteando nas paredes forradas de papel com padrões tropicais até os azulejos quebrados multicoloridos criando um ponto focal no bar forrado de garrafas de mezcal e tequila. Vá para o clássico e peça uma margarita animada ou aventure-se e experimente os delicados hibiscos ou as variedades de mezcal macio, este último completo com sal de pimenta picante em volta da borda.

Comece com guacamole coberto com krickets fritos (pense mais em cebolas crocantes do que em bichinhos!) E um tártaro de atum cítrico em tostadas crocantes, finalizado com maionese chipotle cremosa. Em seguida, peça um dos pratos cozidos lentamente e compartilhados com osso para a mesa (barbacoa de cordeiro desintegrado, costelas com molho de mole negro intenso ou cavala grelhada inteira com abacaxi) para transformar em milho macio feito à mão tortilhas junto com feijão preto refrito, salada de repolho crocante e salada de batata jalapeño.

Loyal Tavern - para comida decadente de pub

Pele de frango crocante com molho picante e pasta de queijo azul, e batatas recheadas com fondue Bishop fedorento derretido - esses são os petiscos com que os sonhos são feitos. Eles também são uma realidade feliz se você entrar no abraço caloroso da Loyal Tavern na Bermondsey Street. O mais recente empreendimento de Tom Cenci (ex-chef executivo da Duck & amp Waffle) e Adam White (do Riding House Cafe), o restaurante e bar agitado dá um toque de comida tradicional de pub ao proverbial. Ingredientes britânicos sazonais são traduzidos em coisas como pão sírio grelhado coberto com manteiga de frango ou homus pastinaga, ou couve-flor enegrecida com iogurte de gergelim e pimenta. Não deixe de experimentar o bacalhau escalfado com leitelho com 'nduja e caldeirada de feijão branco e brownie com uma bola de sorvete de baunilha do tamanho de uma bola de hóquei.

Native, Southwark Street - para um menu de degustação intimista

A dois minutos a pé do movimentado Borough Market, Native traz uma nota de boas-vindas de calma para a movimentada Southwark Street. Os caules das flores projetam sombras delicadas nas paredes caiadas de branco, enquanto as mesas de pedra cinza são generosamente espaçadas. Lâmpadas de filamento baixas e bancos corridos de madeira cobertos com cobertores aconchegantes trazem calor para o quarto espaçoso.

São oferecidos menus de dois e três pratos, juntamente com um menu de degustação. Lanches sem desperdício são trazidos para começar, que podem ser labneh cremoso em biscoitos crocantes, seguido por caules de abobrinha caseiras com um ragu de cogumelo picante e ricota fresca, e fatias de cavala chamuscada levantada com pepino e espuma de soro de leite. Para pratos principais, experimente a carne de vitela Sussex tenra com discos al dente de curgete e molho de leitelho, ou cenoura assada polvilhada com dukkah servida com topos de cenoura crocantes em tempura. As opções de sobremesas são limitadas a duas, então experimente as duas - rico chocolate branco crémeux com granola de nozes e morango da Kent com molho de artemísia ou bolo de sementes de meadowsweet e girassol.

Uma pequena seleção de aperitivos está em oferta, então vá para um Melilot Mule feito com vodka, lima e cerveja de gengibre da própria Native para começar. Embora não seja exclusivamente inglês, a carta de vinhos celebra os vinhos cultivados no Reino Unido - degustamos um suave Three Choirs Winchcombe Downs com notas de pêssego.

Padella, Borough Market - para massas

O cardápio resumido do Padella oferece oito pratos de massa fresca feitos à mão, inspirados nos maiores sucessos que fizeram do restaurante irmão de Padella, Trullo em Highbury, um dos restaurantes de bairro mais realizados e respeitados de Londres. Com um ambiente descontraído e preços razoáveis, Padella é o lugar perfeito para fugir dos turistas no Borough Market.

Apresentando técnicas clássicas italianas, o menu simples é construído em torno de molhos cozidos lentamente e ragus das viagens dos proprietários pela Itália. O tradicional pici cacio e pepe, um prato simples, mas brilhantemente executado de parmesão, limão e pimenta do reino, é um exemplo de como a equipe está confiante em seus produtos. Feito sem ovo, para uma textura um pouco mais pastosa, o macarrão atua como um ímã para o molho. Gostamos tanto que pedimos a receita, experimente aqui.

O prato de assinatura da Padella, porém, é pappardelle com ragu de shin beef Dexter de oito horas, e é fácil perceber por quê. O sabor rico e suculento da carne desfeita cozida lentamente, combinada com os suculentos tomates frescos e a quantidade certa de alho, torna o molho o verdadeiro herói aqui.

Com sabores tradicionais italianos no centro do menu, de carpaccio de carne Dexter a bruschetta com feijão borlotti assado, há muito para agradar. Os fãs de burrata não ficarão desapontados - o clássico italiano é obtido pelo fornecedor artesanal de alimentos L'Emporio e simplesmente regado com azeite de oliva da Toscana Chiarentana.

Finalize com um expresso, o único café que a Padella serve, ou acrescente uma dose de grappa ou sambuca para um caffe corretto, no verdadeiro estilo italiano.

Bar Douro, Flat Iron Square - para pequenos pratos portugueses

Este wine bar / restaurante funde interiores de cervejaria portuguesas tradicionais com características industriais originais dos arcos ferroviários da London Bridge - belos azulejos azuis e brancos revestem o bar com tampo de mármore que fornece a única barreira entre os comensais e a pequena cozinha aberta, enquanto os tubos de alumínio expostos o telhado curvo em arco ferroviário passa a fazer parte da decoração. Um mezanino utiliza habilmente o espaço no topo da curva do arco para mostrar a impressionante coleção de vinhos portugueses do proprietário, Max.

Max fala com grande conhecimento e entusiasmo sobre os vinhos do Alentejo, Lisboa e Vale do Douro, a par de regiões vitivinícolas portuguesas menos conhecidas que pretende colocar no mapa.

Os pratos pequenos no Bar Douro são fiéis às tradições portuguesas, com alguns dos toques modernos do chef Tiago - tentáculo de polvo grelhado tenro foi servido com batata-doce, como é em tabernas em Tavira no Algarve (experimente o nosso ensopado de peixe português para ter um gosto disto cozidos), os grelos amargos (topos de nabo) eram salteados com finas fatias de alho frito, e o porco Bisaro alimentado com bolota era cozido sous-vide e depois prensado e servido, conforme a tradição, com batatas fritas caseiras. Outro prato de destaque foi uma delicada mistura de cogumelos silvestres (king osyster, Portobello, shiitake) servido com castanhas assadas em um purê de castanhas de seda e coberto com uma delicada folha de tempura de espinafre.

Economize espaço para o pudim. Fizemos uma prévia de um bolo de azeite super leve, lindamente apresentado com pedacinhos de marmelo que lembram joias e redemoinhos de requesón batido. But, go all out with baba de camelo, a bowl of thick, creamy dulce de leche mousse decorated with wafer thin pieces of dark chocolate, or keep it traditional with gooey warm pastel de nata and lightly spiced cinnamon ice cream.

Casse Croute, Bermondsey Street – for French bistro vibes

You’ll be lucky to bag a table at this tiny French bistro on foodie Bermondsey Street. From the moment of calling up to book, you’re greeted with French charm and a friendly “Bonsoir”. Bookings are scribbled across white paper covers to save the gingham table cloths beneath from crumbs and butter. Which the chefs at Casse Croute don’t hold back on. A whole sole comes drizzled in the stuff, lamb shoulder with slow-cooked ratatouille has a generous helping, and the mash is whipped up with more butter than potato, just how we like it.

In true neighbourhood bistro style, a short menu of French classics is chalked up on the black board. The selection of three starters may feature refreshing salades nicoise, chunky game terrines and silky salmon rillettes. Mains are simple yet well executed, focusing on the classics – bavette with creamy gratin dauphinois potatoes, hake on a bed of fennel, roast chicken with crunchy green beans – while the indulgent, cream-heavy desserts are worth leaving room for. Try mille feuille, crêpes suzette, apple tart, and luxurious chocolate fondant.

Nestle in to a red leather banquette, sink a carafe of French wine, and give an in-the-know nod of appreciation to your neighbour (you may be touching shoulders, after all).

José Tapas Bar, Bermondsey street – for tapas

A sublime, if tiny, tapas bar where compulsive ham croquetas are creamy and full of jamón, this was the first of chef José Pizarro’s growing stable of Spanish restaurants. Find a corner to burrow in and enjoy a glass of sherry and a game of padron pepper roulette (who will find a spicy one?), along with some patatas bravas and tortilla for good measure. The blackboard menu’s daily selection might include rich, boozy chorizo al vino, crisp baby chicken and potatoes with punchy Romesco sauce, and fresh pisto with delicate duck egg. Puddings are excellent – try the creamy rice pudding or the rich, velvety chocolate pot that’s given a savoury finish with olive oil and sea salt.

Tap & Bottle wine bar, Flat Iron Square – for wine

Wine enthusiast Ned Neville-Rolfe has brought a unique concept to London Bridge with a selection of wines available on tap in a Georgian townhouse in Flat Iron Square.

At any given time Tap & Bottle will boast four reds, four whites, two rosés and even the odd sparkling wine on tap, ensuring drinkers are getting great value in an eco-friendly way. Try rich Spanish reds or floral, citrussy viognier from Ventoux in France. If you want to stick to buying by the bottle, Ned has a carefully curated cellar list catering to all tastes, from young and flinty Loire whites to prestigious reds including bold Barbaresco.

Ned has kept a rustic feel to the Grade II listed Georgian townhouse – exposed brick walls adorned with gilt-framed mirrors wrap around higgledy piggledy rooms furnished with wooden pews, wonky stools and vintage velvet chairs. Tap & Bottle’s hidden outdoor deck nestles between the pretty brick townhouse and Flat Iron Square’s thriving railway arches. Cosy up in a nook with a glass, or take a bottle to the terrace and soak up the sunshine.

There’s no food at Tap & Bottle but the terrace connects to Flat Iron Square’s food court, and Ned encourages punters to grab food from one of the street-food stalls to bring back and enjoy with a glass of wine. We recommend Ekachai’s wok-fried noodles or Spanish pork belly bao buns from contemporary Spanish joint EDū.

Where The Pancakes Are, Flat Iron Square – for brunch

This is a pancake house with serious style. Following various residencies in London, Dutch Patricia Trijbits is happy to finally welcome diners to her first permanent space in Flat Iron Square, a collection of newly converted railway arches near London Bridge. A custom-built oak bar and kitchen area along with wooden tables and seats based on retro Dutch school chairs give the space a calming Scandi feel. The railway arch is warmed up with a whole wall of white felt cut outs and ceiling planters that brim with greenery to intermingle with modern light installations.

As it says on the tin, this clean and bright spot specialises in stacks of buttermilk pancakes. Where The Pancakes Are takes pride in its sourcing of ingredients, with high welfare eggs from Kent, organic flour and 100% pure maple syrup, hand-tapped in Quebec, Canada (plus, it’s packed with minerals and antioxidants). A 1,000 Baby Greens might sound overly healthy for a pancake joint, but in reality it’s a wonderfully fresh, flavoursome dish that incorporates green chilli, spring onions and cumin into a buttermilk pancake batter. There’s a pleasant underlying heat that woke us up just as much as a morning coffee would, and a knob of melting coriander lime butter on top of our stack added zing.

Hawksmoor, Borough – for a special occasion

Although he worked at Michelin-star level with the likes of Marco Pierre White and Pierre Koffmann, former British soldier Richard Turner’s name is now synonymous with barbecuing . “I first started cooking over live fire 10 years ago in the gardenof my pub, The Albion in Islington,” says the executive chef of the Hawksmoor restaurant group, which has sites in London and Manchester.

“I bought a huge barbecue to cope with the seasonal fluctuations of the pub and acquired a reputation as a live-fire cook.”

He prefers to use fruit woods, particularly apple and cherry, although the restaurant group’s decision to cook this way was “a happy accident” as their original Spitalfields site inherited a charcoal grill from the previous Turkish restaurateurs.

“To be honest, as a business, it is rather expensive. A live-fire restaurant needs state-of-the-art extraction and filtration, which can add hundreds of thousands of pounds to the cost of your kitchen build.”. thehawksmoor.com

Vinegar Yard, London Bridge – for al fresco drinking and street food

From the folks behind London Bridge’s popular foodie destination Flat Iron Square, this amalgamation of drinking terraces, bars and street-food trucks is a great al fresco hangout. Sip on a gin and tonic or a botanical spritz under the greenery-wrapped pergola of the Tanqueray terrace, choose an Atlantic IPA from the bar that shares a space with artist Joe Rush’s workshop (check out his installations made from scrap metal scattered around the space), or order a glass of fizz from the pastel-pink prosecco van.

Take your drink of choice to the grassy area of benches and tuck into street food from Baba G’s (chicken tikka burgers, loaded masala fries and poppadom nachos slathered in Indian salsa and fresh mint raita), Up in My Grill (perfectly pink flame-grilled bavette or picanha steak on beef dripping fries with chimichurri) or Nanny Bill’s (burgers and croquettes galore).

Bala Baya – for Middle Eastern food

Tucked down The Old Union Yard Arches, in a brick-exposed railway arch, Bala Baya is a new Tel Aviv-inspired restaurant in Southwark. It’s the first solo venture from Eran Tibi, who cut his teeth at Ottolenghi. Like Eran, who had us ‘sampling’ bitter orange vodka shots on a school night, it’s lively and energetic, and I have no doubt that over time the restaurant will become a staple on the London dining scene.

Arthur Hooper’s, Borough Market – for market produce

Set up in a former Victorian fruit and veg wholesaler’s premises, known by the same name, restaurant and bar Arthur Hooper’s celebrates what once was with innovative fruit- and veg-centric European small plates, with ingredients sourced from and via the market on its doorstep.

Under arches, on the periphery of London’s Borough Market, Arthur Hooper’s small restaurant and bar spills outside to a seating area facing energetic street vendors and the general market area. Inside its tall ceilings, illuminated floor-to-ceiling glass cupboards, cool grey and black walls and dimly lit decor sets the scene. Black banquette seating with separate tables are surrounded by high tables and chairs, while at the corner bar you can grab a drink or dinner.

Having cut her teeth at London Italian minimalist restaurant Zucca, chef Lale Oztek ‘s menu suits the venue to a tee with a selection of 15 or so small plates divided into meat, fish and vegetables with the latter holding the most options and variety, as well as permanent cheese and cured meats plates and ‘bites’ buttery Nocellara olives, Vinci olives, smoked almonds for £3-4, and a short specials board.

The cheese and cured meats plates serve two-three slices of each with a couple of pieces of crostini and a pickle or chutney made in house. There’s a choice of four cheeses and the same number of meats, and the selection is a cut above the norm: we had Welsh blue cheese Perl Las and a Welsh salami-like lamb merguez.

Changing around four times a season, the menu takes into account what’s available in Borough Market and includes a wine list detailing mostly European wines with some interesting choices from Slovenia and Portugal.

Shangri-La at The Shard – for a special occasion with city views

If The Shard had toes, they would tickle Borough Market, from where the splendidly high-rise hotel sources much of its produce. Initial impressions of main restaurant, TING (on level 35), are magnificent: the lift doors open onto a spectacular and uninterrupted panorama of London, dominated at first by St Paul’s Cathedral. Low tables and armchairs are sensibly arranged to soak up as much of the view as possible.

The food lives up to the view: Dorset crab, cucumber, mango, passion fruit and tomato to start organic lamb loin with sake, soy, Erengi mushroom, apple and shiso to follow. Sommelier Anne Lomas is unstuffy and approachable despite the glam surroundings. The ground floor’s Lang sells yuzu cheesecake to eat in or take away.

Don’t leave without visiting Gong, the highest bar in London and with a pool, too. Try The Big Smoke, a gin, sherry and vermouth cocktail served in a dramatic, smoked-at-table martini glass.

TING at Shangri-La also does a fabulously exotic twist on afternoon tea. I f you’re open-minded, enjoy Asian food, and would prefer to gaze across a sparkling city rather than a Victorian dining room, then you can’t get much better.

Diners have the choice of a traditional afternoon tea or an ‘Asian-inspired’ afternoon tea … the latter reigns supreme, with fat, moreish steamed prawn dumplings and delicate crab soft rolls in place of finger sandwiches. Service is spot on – after loudly complimenting our dumplings, we were quickly presented with another piping hot batch to enjoy.

Baz & Fred, Flat Iron Square – for pizza

Baz and Fred’s pizza started as a mobile catering company but has set up a permanent residence at Flat Iron Square. The stone-baked pizzas are cooked using a Chadwick Oven, designed by Dan Chadwick in the Cotswolds, resulting in fluffy, crunchy crusts.

Set away from the high-rise office blocks of Southwark you’ll find the busy Flat Iron Square food market with long, communal wooden benches, exposed brickwork and mismatched vibrant metal furniture.

The menu is short, with five options plus a special, and are mostly meat focused, with only one veggie option. Choose between a classic tomato and mozzarella a spicy chorizo, ‘nduja and mozzarella a Napoli salami, pesto, chilli and mozzarella a prosciutto, Portobello mushroom and mozzarella or goat’s cheese, caramelised onion, rocket and balsamic. There’s only San Pellegrino (blood orange or lemon) on offer to drink, but you can order something stronger, should you wish, at the bar opposite.

Elliot’s, Borough Market – for bistro vibes

Since opening in 2011 in the buzzing surroundings of Borough Market, Elliot’s has focussed on working with small-scale producers for both its drinks and produce, much of it sourced from the market itself. The bar adopted an all-natural or low-intervention wine list early on and has worked with Master of Wine Isabelle Legeron on its wine list.

All the wine producers share the same mindful approach to wine-making as chef-owner Brett Redman does to cooking simple dishes such as grilled sweet and sour squash with chicory and Tunworth cheese, or cauliflower caponata and flaked almonds. Elliot’s also makes its own soft drinks and seasonal infused spirits.


6. Chin Chin Labs

If there’s a food equivalent to feeling really, really old, it’s the realisation that Chin Chin Labs has been around for eight years. That remarkable longevity is in part due to innovation (their custard bases are churned with the aid of clouds of liquid nitrogen), and in part due to the inexorable rise of Instagram, but it’s also because their rich, dense ice creams are fantastic. Offerings are short, sweet and always tasty, with tonka bean and valrhona chocolate permanent fixtures nods to gourmet leanings abound in toppings like fleur de sel caramel and bee pollen honeycomb.


Little Social

Chef Jason Atherton can do no wrong at the moment. The one-time Ramsay protégé won over London with Pollen Street Social and now has a mini-empire of restaurants including Social Eating House, Berners Tavern and this small spot near Regent Street. Here, Atherton has created a menu of French bistro classics with modern — and often British — twists. Think Cornish cod with cockles, terrine with smoked duck, ox cheeks with bone marrow, or a cottage pie ‘Bourguignon’. The look is pure Paris, with leather banquette seating, a long copper bar and walls decked in arty advertising posters.
Little Social, 5 Pollen Street, W1S 1NE


Akoko is the first restaurant from William JM Chilila, who made it to the final of Masterchef: The Professionals. The restaurant is centred around West African cuisine and they say their aim is to "pay homage to the country's culinary heritage by using recipes passed down through generations and traditional cooking techniques of smoking, curing and fermenting".


30 Best West End Restaurants in London

West End is the ‘Theatreland’ of London, with more than forty theatres where magic and drama takes place on stage every night. Comparable to Broadway of New York City, West End is where the glitz and glamour is! Located in the West End of London, the theatre district covers areas like Covent Garden, Leicester Square, Soho, and Piccadilly Circus. It is one of the most premium locations in London and hosts a range of businesses including restaurants that are frequented by theatregoers.

We have curated a list of Top 30 Best West End Restaurants where you can stop for dinner before heading to a show at any of the West End Theatres. The restaurants span a range of cuisines including British, Mexican, French, Italian, Peruvians and Asian, that truly depicts the cosmopolitan nature of London city. The restaurants will suit every palate and pocket!